Uma gestão de importantes conquistas para a Odontologia Suplementar

Foram anos promovendo o crescimento sustentável e o fortalecimento do segmento

Mudança. Uma palavra que costuma despertar a atenção e o receio de muita gente. Isso porque pode ser associada a algo incerto. Mas, nem sempre a mudança implica em algo negativo. Ela também tem a ver com escolhas e ciclos. E por qual motivo estou falando sobre isso? Porque a partir de setembro deixo de presidir o SINOG, instituição que estive à frente por nove anos.

Foram muitos objetivos alcançados, como a criação do projeto de incentivo ao crescimento e desenvolvimento do segmento odontológico, um dos grandes desafios de minha gestão. Criamos um fórum de discussão permanente com ANS, com o apoio de outras entidades representativas, que versava sobre a garantia da sustentabilidade e das especificidades do segmento odontológico, tais como a questão da desproporcionalidade de multas e o tempo de permanência nos contratos individuais.

Outra conquista foi a assinatura do Termo de Compromisso com a ANS em 2017. Com ele, foi possível contribuir para as operadoras associadas com até 500 mil beneficiários disponibilizassem atendimento telefônico eletrônico (URA) nas 24 horas nos sete dias da semana para atendimento de casos de urgência e emergência. Assim, as associadas que cumpram as exigências acima, não precisam disponibilizar atendentes treinados para atendimento telefônico.  

Ainda, como parte da estratégia de fortalecimento do segmento, foram criadas novas ferramentas de comunicação como os Manuais de Orientação temáticos disponibilizados em nosso portal, os informes técnicos e sindicais e um boletim diário contendo as principais publicações do Diário Oficial da União que afetam a Saúde Suplementar. 

Outro feito do qual me orgulho muito, juntamente com a equipe com a qual tive o prazer de atuar, foi a criação do SaúdeDados – plataforma de inteligência de mercado dedicada à saúde suplementar que consolida e apresenta dados e informações financeiras das operadoras, o que auxilia as associadas a fazerem benchmarking.  

Criamos ainda a campanha de responsabilidade socioambiental, SINOG Recicla, que colaborou com a reciclagem de tubos de pasta de dente coletados e transformados em peça de mobiliário, altamente resistente doada à ONG Unas.

Estar um passo à frente para antecipar tendências organizacionais e mercadológicas é algo que sempre busquei fazer. Atualmente, ainda mais diante do cenário que vivemos, falar de vídeo-chamadas pode parecer corriqueiro, mas em 2011 fazer reuniões à distância não era algo tão comum. Dentro do Sistema Abramge, o Sinog foi o primeiro a implementar uma ferramenta que permitisse reuniões à distância  com suas associadas. Foi um importante marco que nos permitiu estar mais perto e, consequentemente, conhecer melhor as necessidades de cada operadora.

Por último e não menos importante, nesse período de permanência na instituição foi possível consolidar o SIMPLO como o mais importante evento para o segmento da odontologia suplementar do Brasil, principalmente em função de edições conceituais e de seu formato inovador.  

Como mencionei no início do texto, um novo ciclo está em construção para que esse mercado ganhe ainda mais força e crescimento sustentável. E, acima de tudo, possa auxiliar ainda mais brasileiros a terem acesso a um tratamento dental de qualidade.

*Geraldo Almeida Lima é presidente do SINOG – Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo 

Fonte: Departamento de Comunicação Sinog – 31/08/2020
Por Geraldo Almeida Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *