Plano de saúde para idoso sobe 1,7% em um ano

Fonte: DCI – 11/07/2017

O total de beneficiários de planos de saúde médico-hospitalares com 60 anos ou mais cresceu 1,7% entre março deste ano e o mesmo mês do ano passado. O que equivale a 106,2 mil novos vínculos.

A informação faz parte do boletim Saúde Suplementar em Números, produzido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) com base nos números da ANS que acabam de ser atualizados que será divulgado hoje (11). O resultado vai na contramão do mercado que perdeu 978,2 mil vínculos no período, uma queda de 2%. De acordo com o superintendente executivo do IESS, Luiz Augusto Carneiro isso se deve, principalmente, a mudança demográfica. “Essa faixa etária é a que as pessoas mais demandam por serviços de saúde. Portanto, se tiverem condições, irão contratar um plano de saúde”, avalia.

Outro diferencial em relação ao restante do mercado é a menor dependência do mercado de trabalho. Enquanto 66,4% do total de vínculos médico-hospitalares é de planos coletivos empresariais, entre os idosos esse tipo de plano é 40,5% dos vínculos.

A participação dos planos pagos pelo próprio beneficiário é maior entre esse público: 36,2% dos beneficiários com mais de 60 anos têm planos individuais, contra 19,6% do total de mercado; e, 22,2% dos vínculos desse público são de planos coletivos por adesão, enquanto esses planos respondem por 13,6% do total.

O boletim do IESS mostra, também, que o grupo de idosos que mais contrata planos é aquele com 80 anos ou mais. Entre março de 2016 e o mesmo mês deste ano, o total de vínculos para essa população cresceu 3,3%. O que equivale a 34,1 mil novos vínculos.

No mesmo período, o total de beneficiários com idade entre 65 anos e 69 anos cresceu 2,4%, mais de 33,2 mil vínculos; enquanto o número de vínculos com pessoas de 70 anos a 74 anos cresceu 3,1%, adesão de 30,6 mil vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *