Manter a flora intestinal saudável pode diminuir risco de doenças cardíacas, diz estudo

Pesquisa realizada com mulheres mostrou que a diversidade de bactérias no intestino diminui a rigidez arterial e envelhecimento vascular

Uma pesquisa recentemente publicada na revista científica European Heart Journal mostra que a flora intestinal é também um fator de risco para doenças cardiovasculares, assim como o tabagismo, pressão alta e colesterol alto.

Uma das maneiras de se identificar o risco de um ataque cardíaco ou derrame é medir a rigidez das artérias, que geralmente não está associada com níveis de colesterol ou tabagismo, e sim a inflamações – que são normais no corpo, mas em níveis altos podem causar envelhecimento vascular e aumentar os riscos de doenças cardíacas.

O estudo foi realizado com 617 mulheres de meia-idade, que têm irmãos ou irmãs gêmeas, do Reino Unido. Os pesquisadores mediram a velocidade de onda de pulso (VOP), que é vista como o padrão-ouro para avaliar a rigidez arterial, e a relacionaram com a composição da microbiota do intestino. Essas mulheres aceitaram participar voluntariamente da pesquisa.

Os resultados mostraram que as mulheres com maior rigidez arterial, que é um indicativo de maior chance de ataques cardíacos e derrames, têm menor diversidade de bactérias em sua flora intestinal, enquanto aquelas com artérias mais saudáveis têm maior diversidade. Além disso, algumas substâncias benignas produzidas pelas bactérias também foram observadas em maiores níveis no sangue de pessoas com artérias mais saudáveis.

Uma dessas substâncias, o ácido indol propiônico, já havia sido observada como um fator de diminuição do risco de desenvolvimento de diabete.

Foi constatado ainda que cerca de 10% do aumento da rigidez arterial pode ser explicada pelas bactérias intestinais e substâncias produzidas poe elas. Em comparação, níveis de colesterol, tabagismo, diabete e obesidade explicaram menos de 2% dessa medida de risco de doença cardíaca.

As descobertas deste estudo são animadoras porque, ao contrário de fatores biológicos, é mais fácil de controlar a flora intestinal com a alimentação adequada. Bactérias no intestino produzem mais do ácido idol pripiônico, por exemplo, quando a pessoa tem uma dieta rica em fibras. Outra recomendação para manter a flora intestinal saudável é incluir alimentos ricos em probióticos, como iogurtes, na dieta.

Fonte: O Estado de S. Paulo – 29/05/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Categorias