Como evolui o empoderamento do paciente?

Fonte: Business – 06/04/2016

Por Débora Manzano

O processo de tornar um paciente mais ativo no próprio cuidado a é importante dentro do setor porque faz com que a efetividade do tratamento aconteça de forma mais ampla. Assim reduzimos custos e aumentamos a resolutividade dos problemas que chegam a nós.

É interessante notar que 91% dos cientistas da informação americanos já usam análises complexas no e pretendem usá-las em pelo menos dois anos. O monitoramento remoto beneficia pacientes conectados em dispositivos nas próprias casas e esse serviço cresce cada vez mais, podendo aumentar para 19.1 milhões de pacientes nos próximos três anos.

Outro dado interessante é que 70% dos pacientes utilizam portais para se comunicar com o seu médico e a telemedicina a partir das visitas online já economiza cerca de 5 milhões dentro do setor americano. Também está assinalado que clínicas independentes têm mais facilidade em adotar o armazenamento pela nuvem do que clínicas integradas aos hospitais.

Nesse infográfico, apresentamos alguns fatores de tendências atuais: a análise de big data, interoperabilidade e o uso da nuvem. Hits que os hospitais estão vivenciando para que o cuidado do paciente seja mais efetivo, reduzindo custos e o tempo de diagnóstico.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *