Gripe deverá custar R$ 14 bilhões a empresas do Brasil em 2018

O impacto financeiro provocado pela gripe em empresas que oferecem planos de saúde a funcionários no país deverá ser de R$ 14 bilhões neste ano, segundo a Advance Medical, de serviços médicos.

O valor é 16,6% maior que o registrado em 2017.

O levantamento leva em conta as entradas em PS (pronto-socorro) e os procedimentos médicos feitos por pacientes com a doença.

A infecção pelo vírus Influenza chega a responder por cerca de 30% da demanda nos PSs entre maio e setembro, diz a empresa.

O acesso ao atendimento de urgência e emergência corresponde em média a 15% dos custos dos planos, de acordo com o estudo.

“A maior parte desse gasto é desperdício porque 80% dos pacientes com gripe não precisariam de atendimento hospitalar”, afirma o diretor-geral, Caio Soares.

A epidemia em funcionários que não estão bem orientados sobre quando devem procurar atendimento aumenta em 5% a sinistralidade e influencia na alta dos planos, diz ele.

Por Maria Cristina Frias

Fonte: Folha de S. Paulo – 20/06/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *